Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária Rainha Dona amélia

CALENDÁRIO ESCOLAR 2014/2015

11.12.14

integrate_cal_banner.png

 

Ensinos Básico e Secundário

1.º Período

Início

Entre 11 e 15 de setembro de 2014, inclusive

Termo

16 de dezembro de 2014

 

2.º Período

Início

5 de janeiro de 2015

Termo

20 de março de 2015

 

3.º Período

Início

7 de abril de 2015

Termo

5 de junho de 2015 para os alunos dos 9.º, 11.º e 12.º anos

Entre 5 e 12 de Junho de 2015, inclusive, – para os alunos do 6.º ano

12 de junho de 2015 para os alunos do 1.º, 2.º, 3.º, 4.º, 5.º, 7.º, 8.º e 10.º anos

8 de julho de 2015 – para os alunos dos 4.º e 6.º anos que venham a ter acompanhamento extraordinário

 

 

 

Mais informação diponível em http://www.dgeste.mec.pt/index.php/escolas/calendario-escolar/calendario-escolar-20142015/

ÓRGÃOS SOCIAIS 2015 - 2017

11.12.14

 

Mesa da Assembleia Geral

PRESIDENTE – José Seruya

VICE-PRESIDENTE – Ana Margarida Telles da Silva

SECRETÁRIA – Ana Vitória Cardoso

SUPLENTE – Maria Teresa Spencer Salomão

SUPLENTE- Leonor Salter Cid

 

Direção

PRESIDENTE – Inês Castro Henriques

VICE-PRESIDENTE - Helena Farinha

VICE-PRESIDENTE - Marta Sousa Mendes

TESOUREIRO – Cesário Guerra

SECRETÁRIO – Fernanda Pereira

VOGAL – Isabel Soares

VOGAL – Margarida Melo

SUPLENTE – Sofia Godinho

 

Conselho Fiscal

PRESIDENTE – Marina Van Zeller

SECRETÁRIO – Inês Cardoso de Morais

VOGAL – Rita Prata

SUPLENTE- Joana Quintella

SUPLENTE: Maria Rita Byrne

 

 

 

PAIS E MÃES DELEGADOS

11.12.14

As funções desempenhadas pelos representantes dos encarregados de educação são muito importantes para o funcionamento de cada turma, pois constituem um elo de ligação das famílias à escola e, através da APEE, a todos os outros associados.

Esses representantes podem também transmitir informações sobre situações anómalas ou sugestões à APEE, permitindo que estas sejam apresentadas e/ou resolvidas com a direção da escola ou nos órgãos em que os pais estão representados como é o Conselho Geral.

Essas funções são definidas no Regulamento da escola e sintetizam-se assim:

  1. Promover, sistematizar e centralizar a comunicação entre os EE – Pai/Mãe delegado/a – DT e vice-versa;
  2. Elaborar uma lista de contactos em colaboração com a DT (moradas eletrónicas e telemóveis de contactos dos EE). Tais dados devem ser sigilosos pelo que deve ter cuidado em não a revelar nem ao seu Educando nem aos outros EE, sem que não tenha autorização prévia para tal;
  3. Participar nas reuniões convocadas pelos DT’s. Elaborar uma ata com os pontos fundamentais abordados na reunião (numa perspectiva (pai/mãe e seu educando), e distribuí-la aos outros EE por e-mail em Bcc. Antes, deve dar conhecimento ao DT do seu conteúdo;
  4. Participar nas Reuniões de Conselhos Disciplinares;
  5. Ser o primeiro interlocutor junto do DT e dos outros EE nos assuntos relativos ao normal funcionamento das aulas: assiduidade de professores, comportamento da turma, conflitos entre grupos de alunos, situações mais graves que impliquem a intervenção de um EE junto da escola ou vice-versa;
  6. Dar conhecimento a todos os EE sobre o desenvolvimento de assuntos de interesse de todos;
  7. Sempre que o Diretor de Turma detete alguma situação que necessite de ser esclarecida/corrigida ou levada ao conhecimento dos pais, deverá comunicar com o Pai/Mãe delegada para que este promova a comunicação a todos os EE;
  8. Ser responsável pela comunicação de factos que sejam relevantes ou extraordinários no normal funcionamento do ano letivo: avisos que sejam necessários transmitir a toda a turma, colaborar em actividades extra-curriculares sempre que tal seja solicitado, divulgar as informações da APEE junto dos EE da sua turma, e outros;
  9. Promover o diálogo entre si e os outros EE e ter uma disponibilidade proactiva para quando necessário intervir pontualmente e individualmente nas ocorrências que o exijam. A sua posição deve privilegiar a isenção, procurando moderar eventuais divergências entre os pais e o Diretor de Turma, abstendo-se de tomar posição a favor de uns ou de outro.
  10. Colaborar na organização de visitas de estudo ou outras actividades: divulgação a todos os Encarregados de Educação de horários, percursos e outras informações; acompanhamento dos alunos quando necessário e possível.

 

 

PAIS NOS ÓRGÃOS ESCOLARES

11.12.14

CONSELHO GERAL DA ESRDA

A APEE integra o Conselho Geral e a sua Comissão Permanente.

O Conselho geral é órgão colegial de direção que aprova as regras fundamentais de funcionamento da escola (regulamento interno), as decisões estratégicas e de planeamento (projeto educativo, plano de atividades) e o acompanhamento da sua concretização (relatório anual de atividades). Além disso, confia-se a este órgão a capacidade de eleger e destituir o diretor que, por isso, lhe tem de prestar contas. É constituído por oito professores, um funcionário, três pais/ encarregados de educação, três alunos, três representantes das autarquias e um representante da comunidade local.

 

 

COMISSÃO DE AVALIAÇÃO INTERNA DA ESRDA

A APEE integra a Comissão de autoavaliação da ESRDA.

Esta comissão é formada por 6 professores, 1 encarregado de educação, 1 funcionário e 1 aluno. Tem como missão fazer a avaliação da escola com base em inquéritos e no preenchimento exaustivo de uma grelha de indicadores baseado no modelo de autoavaliação para a qualidade CAF. Este modelo procede ao diagnóstico do desempenho numa perspetiva de melhoria contínua, através da identificação de pontos fortes e oportunidades de melhoria, implementando um projeto de ações de melhoria com vista à melhoria contínua.

 

PLANO DE ACTIVIDADES 2014/2015

11.12.14

 

Reforçar a comunicação da APEE, em particular através da criação de um blogue com informação atualizada.

Reforçar a ligação com alunos, através da associação de Estudantes.

Manter a coorganização dos projetos na área da saúde.

Manter a coorganização dos projetos na área da solidariedade.

Organizar, assegurar o funcionamento e disponibilizar bens para venda no bar dos XVII Smashing Awards, por forma a gerar receitas para ajudar a suportar financeiramente o evento.

Participar nas reuniões do Conselho Geral da escola.

Participar nas reuniões da Comissão Permanente do Conselho Geral.